quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

NOTICIAS

BASTIDORES FC

por Vicente Seda

O novo representante brasileiro no Comitê Executivo da Fifa, Fernando Sarney, vice-presidente da CBF que agora ocupa o lugar deixado por Marco Polo del Nero, não deve apresentar propostas na reunião que acontece nesta quarta e quinta-feira, na sede da Fifa, em Zurique. Porém, ele já faz planos para próximos encontros. A CBF pretende se colocar à disposição da Fifa para testes relacionados à arbitragem, usando novas tecnologias nos seus campeonatos para servir de experiência para aplicação em nível internacional - em especial, o recurso do vídeo.

Em setembro, a CBF chegou a solicitar formalmente uma autorização para testar o uso de vídeo para esclarecer lances duvidosos, mas recebeu uma resposta negativa da International Board, que arbitra sobre o tema. Porém, o secretário da organização da Fifa que decide sobre as regras do futebol, Lucas Brud, afirmou em setembro ao GloboEsporte.com que, apesar da negativa, discussões sobre o uso da tecnologia estão em andamento, deixando em aberto a possibilidade de a CBF ser convidada a participar de testes a partir de março, após a próxima reunião da International Board.

A intenção de Sarney, que chegou nesta terça-feira em Zurique ao lado do presidente da Conmebol, Juan Ángel Napout, é acompanhar de perto a evolução das tratativas e deixar claro que a CBF deseja ser acionada para testes. No entendimento do dirigente, isso fará com que a entidade saia na frente na questão.

O uso da tecnologia, porém, encontra obstáculos no Brasil. Depois da Copa do Mundo de 2014, quando foi usada a tecnologia na linha do gol, a Fifa resolveu deixar os equipamentos nas arenas utilizadas no Mundial. O custo de manutenção e operação, além da impossibilidade de instalar o sistema em todos os estádios que abrigam jogos dos principais campeonatos, fizeram com que essa ideia fosse abandonada no país.

0 comentários:

Postar um comentário